Quem Somos

Seja bem vindo(a) !

 

Somos o Campus Engenheiro Paulo de Frontin, um dos atuais 11 campi do IFRJ, o único localizado na região centro-sul fluminense, Serra do Mar, no município de Engenheiro Paulo de Frontin (baixe aqui o mapa na cidade: IBGE), mais precisamente no 2º distrito em Sacra Família do Tinguá. O município surgiu de um entreposto comercial entre Minas Gerais e o Rio de Janeiro, que se transformou na Vila Soledade de Rodeio, por esse motivo que o termo "rodeio" é usado até hoje pelos moradores para se referir carilhosamente ao centro cidade. Já em 1946, recebeu o nome de Engenheiro Paulo de Frontin, homenagem ao engenheiro que promoveu a duplicação da linha férrea pelo Túnel 12 (ou “Túnel Grande”) com 2.245 metros de comprimento, também conhecido por ter salvo a cidade do Rio de Janeiro de uma grande seca, em 1889, fornecendo água para toda a cidade em apenas seis dias.
 

Foto do pátio do Campus Eng. Paulo de Frontin

 

A cidade, cuja maior parte do ano possui temperatura amena, ocupa uma região montanhosa de beleza magnífica, com 56,4% de mata atlântica preservada, o clima é popularmente considerado um dos melhores do mundo. A quantidade de cachoeiras e lagos também faz de Engenheiro Paulo de Frontin o lugar ideal para o estudo. A rede hoteleira é bem estruturada, além disso, o municípío é bastante procurado por praticantes do radioamadorismo na realização de contestes no pico do Lírio, local de onde, com tempo claro, pode se avistar o Cristo Redentor no Rio de Janeiro, no pico localizado no município é onde também estão instaladas as torres de TV que fazem a conexão entre o Rio de Janeiro e São Paulo das mais importantes emissoras do país, no mesmo local estão as antenas que permitem acesso a internet ao Campus encontram-se no mesmo ponto de destaque geográfico. Encontramo-nos entre as cidades de Vassouras e Miguel Pereira, a 27 km do Arco metropolitano do Rio de Janeiro, a 34,4 km da Rodovia Presidente Dutra (BR 116) e a 104 km da capital.

 

 

 

 

 

Dados Gerais sobre Engenheiro Paulo de Frontin (onde está situado o campus)

População: 13.237 hab.

Área: 150,185 km²

Bioma: Mata Atlântica

 

 

Evolução Populacional

Fonte: IBGE: Censo Demográfico 1991, Contagem Populacional 1996, Censo Demográfico 2000, Contagem Populacional 2007 e Censo Demográfico 2010.

 


Segundo o IFDM – Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal, estudo do Sistema FIRJAN que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego & renda, Educação e Saúde. Criado em 2008, sendo feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. Veja a tabela abaixo:
 

Nacional
Município IFDM Consolidado Estadual
98º São Paulo 0.8492 56º
210º Rio de Janeiro 0.8281
362º Volta Redonda 0.8086
1144º Pinheiral 0.7462 29º
1250º Mendes 0.7400 32º
1320º Vassouras 0.7363 35º
1337º Miguel Pereira 0.7352 36º
1715º Paty do Alferes 0.7155 49º
2023º Nilópolis 0.6989 54º
2378º Mesquita 0.6802 67º
2616º São Gonçalo 0.6676 75º
2725º Arraial do Cabo 0.6620 78º
2573º Duque de Caxias 0.6695 73º
2995º Paracambi 0.6475 81º
3016º Engenheiro Paulo de Frontin 0.6465 82º

 

O índice supracitado e os estratos sócioeconomicos abaixo apresentados, reforçam que o município necessita de políticas públicas como o Instituto Federal para apoiar seu desenvolvimento.

 

 

O terreno onde hoje funciona o campus, outrora já abrigou a Escola Rodolfo Fuchs para menores em situação de vulnerabilidade social.  Criada e 1939, a Escola ficava localizada numa fazenda de 60 alqueires e possui uma área de 3.261.540 metros quadrados, que pertenceu também a Fundação Abrigo Cristo Redentor, ligada a extinta Legião Brasileira de Assistência (LBA). Com o fim da LBA, o espaço viveu um período de abandono, inclusive com a tentativa frustrada de transformar o espaço em um presídio. Em 2005, o Governo do Estado do Rio de Janeiro, reforma de parte da estrutura do prédio, na tentativa de instalar no local o Hotel da Melhor Idade. Devido a revezes, o Hotel não foi colocado em funcionamento, logo após, os moradores contam que a construção foi depredada e o espaço foi novamente abandonado. Após algumas mudanças de responsabilidade administrativa, em agosto de 2009, foi destinada à implantação do IFRJ Campus Engenheiro Paulo de Frontin, na época ainda como Campus Avançado.

 

 


A inauguração do campus se deu em Brasília no dia 1 de fevereiro de 2010 e contou com a presença do então reitor do IFRJ Prof. Dr. Luiz Edmundo Vargas de Aguiar, a atual Presidenta da República Dilma Rousseff, o então presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, o primeiro diretor Prof. Dr. Rodney Cezar de Albuquerque e o então prefeito do município de Eng. Paulo de Frontin, Eduardo Ramos da Paixão.

 

Foto que registra o momento da inauguração do Campus Eng. Paulo de Frontin

 

No dia 30 de março de 2010, é publicada na seção 2 do Diário Oficial da União, autorização nº 290 que permite o funcionamento do Campus Avançado Eng. Paulo de Frontin (Para cópia do DOU, clique aqui) e no dia 11 de maio de 2015, a lei estadual 7.002/2015, mantém as atividades relacionadas ao ensino técnico no imóvel conhecido como Fazenda Cachoeira e Terras Anexas, no município de Engenheiro Paulo de Frontin, alterando a Lei 803/1950, que autorizava a doação do terreno pelo estado à extinta Fundação Abrigo Cristo Redentor e agora passará a doação do terreno pelo estado ao Instituto Federal (Para cópia da lei, clique aqui).

 

 

Matrículas por Nível

 Fonte: (1)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2012.


Observando o elevado número de matrículas de nível fundamental e a baixa renda domiciliar per capta no município, foi que no segundo semestre de 2010, inicia-se a oferta de cursos FIC (Formação Inicial e Continuada), iniciando a Rede Nacional de Certificação Profissional e Formação Inicial e Continuada – Rede CERTIFIC, atuando na certificação profissional de trabalhadores da área de turismo e hospitalidade mais especificamente camareiras e garçons, um dos arranjos produtivos locais e eixo de atuação do campus. Em 2012 ocorreu a adesão do Campus ao programa Mulheres Mil. O campus  também realizou oferta de cursos FIC (Formação Inicial e Continuada) de Operador de ComputadorMontador e Reparador de ComputadoresAuxiliar Administrativo e Recepcionista em Meios de Hospedagem pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec);

  

 


Observando a baixa densidade domiciliar de acesso a Internet na região, no início de 2011 iniciou-se a oferta do primeiro curso técnico do campus, Informática para Internet, funcionando na modalidade concomitante e subseqüente no turno vespertino. O objetivo principal deste curso é o de tornar o aluno capaz de aprender a desenvolver programas de computador voltados para a internet e outras redes de computadores, seguindo as especificações e paradigmas da lógica de programação e das linguagens mais avançadas do mercado. Além disso, são apresentadas ao aluno diversas metodologias, lógica de programação e ferramentas de desenvolvimento de sistemas, para construir soluções que auxiliem no processo de criação de interfaces e aplicativos empregados no comércio e marketing eletrônicos.

 

Objetivando acelerar o combate a baixa densidade domiciliar de acesso a banda larga, o campus atua conjuntamente com a Prefeitura Municipal de Eng. Paulo de Frontin escreve e vence o programa cidades digitais do Ministério das Comunicações, segundo o Ministério, a Densidade Domiciliar de Acesso a Banda Larga (DBL) é o número de acessos a banda larga nas tecnologias XDSL, cable modem e spread spectrum (obtida no Sistema SICI da ANATEL) dividido pelo número total de domicílios (de acordo com o Censo 2010, publicado pelo IBGE). Confira o DBL do município comparativamente, quanto mais distante de 1, pior é a densidade domiciliar de acesso a banda larga. Veja os dados abaixo:

 

MUNICÍPIO DBL
SÃO PAULO 0,59063
RIO DE JANEIRO 0,50134
VOLTA REDONDA 0,31075
MESQUITA 0,25010
VASSOURAS 0,24867
NILÓPOLIS 0,24560
MIGUEL PEREIRA 0,20058
PARACAMBI 0,15472
DUQUE DE CAXIAS 0,15460
PINHEIRAL 0,14830
PATY DO ALFERES 0,12713
SÃO GONÇALO 0,12533
MENDES 0,11869
ARRAIAL DO CABO 0,09909
ENGENHEIRO PAULO DE FRONTIN 0,03312

 

Clique aqui e acesse a tabela completa com todos os municípios do país.

  

Pirâmide Etária

Fonte: IBGE: Censo Demográfico 2010.

 

No segundo semestre de 2014 iniciou-se a oferta do primeiro curso superior de tecnologia em jogos digitais de toda rede federal do Brasil, funcionando no turno matutino e recebendo estudantes de todo país.

 

Produto Interno Bruno (Valor Adicionado)

Fonte: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e Superintendência da Zona Franca de Manaus - SUFRAMA.

 

Cronograma do Campus Engenheiro Paulo de Frontin

 

2010 - O campus é oficialmente inaugurado em Brasília; Inicio da oferta de cursos FIC (Formação Inicial e Continuada) no campus com cursos de camareiras e garçons pela Rede Nacional de Certificação Profissional e Formação Inicial e Continuada – Rede CERTIFICChegada dos primeiros servidores por concurso público;

 

2011 - São criados os primeiros laboratórios; Passa a operar a linha "via IFRJ" Paty x Vassouras, ligando a portaria do campus com os municípios de Vassouras, Miguel Pereira e Paty do Alferes; Inicio da oferta do primeiro curso técnico do campus, Informática para Internet; Chegada de mais servidores por concurso público;

 

2012 - Entra em funcionamento cabine blindada de alta tensão e 3 substações elétricas que disponibilizam infra-estrutura, oferta energética estável e de qualidade ao campus; Vence o programa Cidades Digitais da Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações; Inicio da oferta de mais cursos FIC (Formação Inicial e Continuada) no campus com o Programa Mulheres Mil; Chegada de mais servidores por concurso público;

 

2013 - Demanda a lei municipal nº 1.122/2013, que apoia empresas de tecnologia de informação, comunicação, ‘call  center’ e  jogos digitais na cidade de Eng. Paulo de Frontin; Passa a operar a linha "via IFRJ" Paracambi x Morro Azul, ligando a portaria do campus até a estação de trem em Paracambi; Inicio da oferta de cursos FIC (Formação Inicial e Continuada) no campus de Operador de Computador, Montador e Reparador de Computadores, Auxiliar Administrativo e Recepcionista em Meios de Hospedagem pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec); Inaugura o auditório do campus; Inaugura a Biblioteca Rodolfo Fuchs no campus;

 

2014 - O campus passa a estar conectado a Internet, em alta velocidade, pela RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa); Vence o edital de “Apoio a Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica no Estado” da Faperj; Inicio da oferta do primeiro curso superior de tecnologia do campus, Jogos Digitais; Chegada de mais servidores por concurso público;

 

2015 - Demanda a lei estadual nº 7.002/2015, que passa a dominialidade do terreno para o Instituto Federal; Recebe emenda parlamentar de R$ 350 mil para o Campus; Recebe R$ 318 mil para implantar Núcleo de Produção Digital (NPD) em parceria com a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura;

 

2016 - Inaugura novos laboratórios para games; Recebe nova emenda parlamentar de R$ 200 mil para o Campus; Chegada de mais servidores por concurso público; Inico das obras do programa Cidades Digitais da Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações.

Desenvolvido em: Drupal
Sítio melhor visualizado em Mozilla Firefox
Equipe de desenvolvimento: DGTI - CODES

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - Reitoria

Rua Pereira de Almeida, 88 - Praça da Bandeira - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20260-100 Telefone: (21) 3293-6000

Entre em contato conosco