Logo IFRJ

Cultura nerd agita o IFRJ

O “Coletivo Nerd”, projeto de extensão cultural, realizou seu 5º encontro na biblioteca do campus Rio de Janeiro no dia 9 de agosto. Participaram discentes, docentes, técnicos administrativos e membros da comunidade.

A ideia surgiu através de alunos que resolveram levar esse universo para dentro do IFRJ, e contou com o apoio dos professores Leonardo Amaral e David da Costa, que os guiaram para o caminho burocrático do processo.

O estudante Gabriel Esch, do 4º período do curso Técnico em Biotecnologia e um dos organizadores do Coletivo, explica que o projeto surgiu durante uma mesa de jogo. “Nós falamos - poxa, por que não montamos um grupo para poder jogar e levar isso para mais pessoas do Instituto?-  então começamos a idealizar”, contou.

Uma parceria entre o Coletivo Nerd e a ZION Escola e Entretenimento está sendo formada, com uma proposta de ensino inovador, estimulando o conhecimento e a criatividade em cursos voltados para áreas de animação, TV, cinema e jogos digitais.

A empresa está organizando um campeonato do jogo League of Legends com alunos do Instituto e da ZION, que serão realizados aos sábados e domingos, nas casas dos próprios estudantes, tendo como ideia conectar todos pela internet e transmitir as partidas pelo facebook.

Alberto Simião, coordenador de relacionamentos da ZION – Tijuca, esteve presente e ressaltou o intuito da participação da escola nesse tipo de evento. “Expandir a marca e trazer o máximo de pessoas para perto desse mundo dos games’. Alberto explicou, também, o início dessa parceria. “Tudo começou com o convite do Gabriel Esch para trazermos um pouco do que é a nossa escola. Estamos sempre tentando agregar entretenimento com educação, para deixar o estudante mais leve após uma rotina cansativa”, pontuou.

Um dos grandes destaques do evento é o desenvolvimento das habilidades motoras e estratégicas, ajudando até mesmo na interação social, através da perda de timidez. Heitor Salvador, estudante do 3º período do curso Técnico em Química e um dos fundadores do projeto, afirmou que os jogos são muito interativos e humanitários.

David da Costa, orientador do Coletivo e professor de Sociologia, comentou a satisfação com o projeto. “A ideia surgiu de forma espontânea pelos alunos, são eles que conduzem todas as atividades e nós, professores, fazemos essa ponte institucional. Sou muito feliz em ver a forma como esse projeto lúdico evoluiu, é gratificante vê-los trazendo isso para dentro do IFRJ”, finalizou.

Colaboração: Fernanda Monteiro

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO