Logo IFRJ

Diálogos sobre Artesanato e Cultura nas manhãs do Campus Belford Roxo

A próxima convidada do projeto “Ciclo de Palestras Artesanato, Cultura e Sociedade” será Gabriela Ribeiro, professora das disciplinas de Vitrinismo e Embalagens, do Campus Belford Roxo. Ela abordará o tema “Cadeia Artesanal e a Mercantilização da cultura”. A palestra, que é aberta ao público, será realizada no dia 23 de setembro, às 8h.

O projeto, que teve início no dia 15 de fevereiro deste ano, é uma parceria do Campus Belford Roxo com o Núcleo de Estudos em Cultura e Arte de Periferias Urbanas, no qual pesquisadores e artesãos compartilham suas experiências com alunas do curso Técnico em Artesanato.

Coordenado pelo professor Jonas Soares Lana, o ‘Ciclo’ tem como proposta levar ao campus profissionais ligados ao universo do artesanato, da cultura popular e da memória social, sejam artistas, artesãos ou pesquisadores. “Minha motivação foi o desejo de começar diálogos entre esses profissionais e as estudantes da disciplina Identidade, Cultura e Memória Coletiva da Baixada Fluminense, que ministro no Curso Técnico em Artesanato”, disse Jonas.

A atividade já recebeu diversos convidados, como: Alexandre Pimentel, produtor cultural, pesquisador e professor no Campus Nilópolis; a professora de História da Arte do Campus Niterói, Andrea Falcão; o criador do Centro Cultural DONANA, Dida Nascimento; a antropóloga, Tatiana Bacal; e o professor de Sociologia na rede de Pré-Vestibular Emancipa, Tiago Salvador.

Em outros encontros, Andrea, Tatiana e Alexandre abordaram os fazeres artesanais como fenômenos socioculturais, que frequentemente se integram aos territórios e biomas nos quais são desenvolvidos. Tiago apresentou uma história detalhada do processo histórico de ocupação do município de Belford Roxo e da Baixada Fluminense, chamando a atenção para a importância dos caminhos fluviais e terrestres no processo; Já Dida Nascimento compartilhou suas experiências como pintor de carros alegóricos e aderecista das escolas de samba do Rio de Janeiro, frisando a complexidade das relações de trabalho nos barracões.

Colaboração: Luana Oliveira

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO