Logo IFRJ

Inclusão educacional de alunos com deficiência intelectual é tema de livro

Servidora do IFRJ lançará publicação no dia 21/09

De acordo com dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45 milhões de brasileiros têm algum tipo de deficiência. Desses, apenas pouco mais de 37 milhões tinham o ensino médio completo. Levando em consideração que, do total, aproximadamente 2.610.000 pessoas têm algum tipo de deficiência intelectual ou mental no Brasil, a proporção de indivíduos que se enquadram nessa categoria e possui ensino médio completo é baixa. Tendo em foco essa problemática de acesso ao ensino por parte de pessoas com deficiência intelectual ou mental, a pedagoga Amanda Carlou, servidora lotada na reitoria do IFRJ, lançará o livro “O poder das pessoas com deficiência intelectual” no dia 21/09, às 16h30, na Cidade das Artes (Av. das Américas, 5.300, Barra da Tijuca / RJ).

O livro é parte do trabalho produzido por Amanda no doutorado como desdobramento do trabalho de mestrado, ambos desenvolvidos na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). O objetivo do trabalho da pedagoga era entender o processo de inclusão educacional na formação profissional através da escuta dos sujeitos com deficiência. “A pesquisa do mestrado foi ‘Inclusão na educação profissional: visão dos gestores do IFRJ’. A sequência desse estudo originou o trabalho desenvolvido no doutorado, ‘Cotidiano social e inserção laboral de jovens e adultos com deficiência intelectual: relatos pessoais’, para o qual foram entrevistadas diversas pessoas com deficiência intelectual, uma delas egressa do IFRJ, que fizeram formação profissional e possuem experiência laboral”, explicou Amanda.

Segundo a pesquisadora, o livro tem como objetivo auxiliar o processo de inclusão educacional, principalmente no IFRJ. “A opção pela deficiência intelectual ocorreu devido à complexidade que esta condição apresenta em relação aos processos de adaptação do trabalho pedagógico, o que pode ser comprovado pelo baixo número de indivíduos com deficiência intelectual matriculados na formação profissional de nível médio, incluindo o IFRJ. Sendo assim, os dados encontrados neste estudo e as discussões elaboradas e publicadas no livro poderão ser um significativo referencial teórico para o fortalecimento das ações inclusivas para este público”, afirmou Amanda, que contou ainda que o objetivo da publicação é auxiliar professores e demais atores do processo educacional no desenvolvimento de práticas pedagógicas eficazes para atendimento às necessidades dos estudantes.

Na programação de lançamento do livro estão previstas uma roda de conversa com a autora e convidados especiais; uma exposição de fotos do fotógrafo Alessandro Quevedo e de desenhos do ilustrador Vitor Cardoso, ambos com autismo; e uma apresentação de piano de um aluno com deficiência intelectual da prefeitura de Queimados.

 

ASSUNTOS

SERVIÇOS

REDES SOCIAIS

NAVEGAÇÃO