Logo IFRJ

Avaliação Ambiental dos Riscos Psicossociais

A Avaliação Ambiental dos Riscos Psicossociais tem sua importância pelo perfil de adoecimento dos trabalhadores quanto aos transtornos mentais e comportamentais, em especial, os servidores públicos federais. O levantamento do Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor - SIASS evidenciou que de 2013 a 2017, estes transtornos foram os que mais afastaram nossos servidores do IFRJ e também foram responsáveis pelos maiores períodos de afastamento. A Coordenação-Geral de Saúde do Trabalhador, preocupada com o impacto do ambiente de trabalho na saúde mental dos servidores, estabeleceu Grupo de Trabalho para proposição de metodologia aplicável à realidade de nossa instituição.

Integraram o Grupo de Trabalho: 

  • Alba Vieira - Psicóloga (Campus Rio de Janeiro);
  • Amanda Gaspar - Estagiária Enfermagem;
  • Ana Paula Fernandes - Enfermeira do Trabalho;
  • Bianca Branco - Psiquiatra;
  • Daniela Zanotti - Psicóloga;
  • Fernando Beserra - Psicólogo;
  • Jéssica Melo - Estagiária Psicologia;
  • Larisse Castro - Assistente Social;
  • Livia Santos - Estagiária Enfermagem.

Foi escolhido como ferramenta de avaliação o Protocolo de Avaliação dos Riscos Psicossociais no Trabalho - PROART, construído e validado pelo Prof. Dr. Emílio Facas, da Universidade de Brasília. Este protocolo avalia a organização prescrita do trabalho, que engloba a divisão das tarefas e a divisão social do trabalho, o estilo de gestão predominante e identifica presença de sofrimento patogênico relacionado à falta de sentido no trabalho, ao esgotamento mental e à falta de reconhecimento, e a presença de danos de ordem física, psíquica e social.

O PROART ainda conta com cinco perguntas abertas para que o servidor possa se expressar acerca do seu trabalho. O preenchimento do protocolo é feito de maneira eletrônica, podendo ser acessado de qualquer dispositivo eletrônico que possua acesso à internet, além de ser anônimo, sem possibilidade de identficação dos respondentes. O servidor, no entanto, pode se identificar, caso sinta à vontade para tal. Apesar de contar com 92 afirmativas, o PROART é fácil e rápido de preencher. O servidor deve assinalar em cada afirmativa a resposta mais próxima de sua realidade, numa escala de 1 a 5, onde 1 significa "Nunca" e 5 significa "Sempre". 

Os dados quantitativos são trabalhados de maneira estatística e dados qualitativos são categorizados por meio da análise temática de conteúdo. Os riscos psicossociais identificados são disponibilizados para os servidores por meio de palestra e as respectivas propostas de enfrentamento são discutidas com a gestão, de modo a promover alterações ambientais que minimizem os impactos dos riscos psicossociais na saúde dos servidores. 

Entre em contato conosco para maiores informações.

ACESSO À INFORMAÇÃO

INSTITUCIONAL

REITORIA

CURSOS

PROCESSO SELETIVO / CONCURSO

EDITAIS

ACADÊMICO

PESQUISA & INOVAÇÃO

CAMPI

CENTRAL DE CONTEÚDOS